Elevado número de civis gera preocupação

Somente na noite de quinta-feira para nessa sexta, 50 ataques foram realizados pelas forças israelenses

iG Minas Gerais |

Tel Aviv. Muitos dos feridos palestinos, que chegam a 675, atravessaram a fronteira com o Egito, parcialmente aberta para receber os que não conseguiram vaga em centros médicos. A imprensa palestina informou que o país havia fechado a passagem de Rafah, um dia após a reabertura.  

O elevado número de civis mortos pelas operações militares de Israel levanta preocupações de que o país possa estar cometendo violações dos direitos humanos, afirmou nessa sexta a comissária de Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay.

Somente na noite de quinta-feira para nessa sexta, 50 ataques foram realizados pelas forças israelenses. Entre os alvos havia 81 plataformas para lançar foguetes, túneis, postos de controle do Hamas, assim como escritórios de instituições governamentais, disse um porta-voz militar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave