História de Padilha está fora de filme

Veto a Cristo Redentor comprometeu curta que compõe “Rio, Eu Te Amo”

iG Minas Gerais |

Regina Casé e Fernanda Montenegro atuam em “Rio, Eu Te Amo”
Daniel Behr / Divulgação
Regina Casé e Fernanda Montenegro atuam em “Rio, Eu Te Amo”

O cartaz do filme “Rio, Eu Te Amo” foi divulgado sem os nomes do diretor José Padilha e do ator Wagner Moura, que fizeram um dos dez curtas que compõem a produção. A decisão aconteceu após a Arquidiocese do Rio, detentora dos direitos sobre o uso da imagem do Cristo Redentor, vetar a presença da estátua na parte feita por eles. O filme reúne dez histórias feitas por 11 diretores, e faz parte da franquia “Cities of Love”, que já retratou Paris e Nova York.São Paulo

Na história de José Padilha, Wagner Moura salta de asa-delta e, enquanto sobrevoa o Rio, fala com o Cristo sobre suas crises existenciais. A assessoria de imprensa da Arquidiocese do Rio diz que a cena foi considerada uma injúria contra a imagem do Cristo Redentor e vetou o uso de sua imagem ainda em abril. Por causa do veto, o filme será lançado em setembro com nove histórias – sem a de Padilha.

Pedro Buarque de Hollanda, da Conspiração Filmes, produtora do longa, diz que o episódio é uma censura à liberdade de expressão e que houve diversas tentativas de reverter a decisão da Cúria, sem sucesso. “Não podemos entrar numa briga de anos na Justiça. A versão final tem que ser entregue aos distribuidores internacionais até agosto”, disse. Curiosamente, porém, o Cristo está presente no pôster do filme. De acordo com a assessoria de imprensa da produção, a imagem é usada no cartaz como símbolo da cidade (da mesma forma como aparece em cenas áreas durante o filme), e não como personagem, tal como acontece na história de Padilha.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave