Contraste de tonalidades

Combinação de cores depende da personalidade do dono e do movimento nos espaços

iG Minas Gerais | Ana Paula Braga |

No elegante e moderno projeto de Cristina Morethson
lider interiores/divulgação
No elegante e moderno projeto de Cristina Morethson
Um dos aspectos mais importantes da decoração é buscar o equilíbrio entre as cores. Abusar das tonalidades de maneira desconexa em revestimentos de piso e paredes, móveis e adornos pode interferir na harmonia e prejudicar o resultado final do projeto. O segredo está na dosagem, sem exagerar em nenhuma das cores.    Para transformar o visual dos ambientes da casa, um ponto importante é levar em conta quais móveis farão parte da composição do ambiente. “Os mais claros proporcionam o balanço ideal para o espaço quando as cores das paredes e dos objetos são fortes. Já móveis escuros combinam com cores mais claras”, explica a designer de cores da Suvinil, Ana Kreutzer.   “Gosto muito de pequenos toques de cor em ambientes, mas sempre usados em peças especiais, como um móvel antigo ou uma peça de design que seja muito especial, ou ainda uma peça de família. Acredito que assim a casa fica particular, com a cara do dono. Em contrapartida, também é interessante abusar desse recurso quando elegemos uma única cor para criar um espaço completamente diferente”, observa a arquiteta mineira Ana Bahia.    Para dar contraste e deixar o espaço ainda mais dinâmico, a arquiteta Gislene Soeiro sugere que, quando se aposta em cores da moda na decoração da casa, é válido optar por algo que possa ser mudado facilmente, como uma parede, por exemplo. As matizes mais fortes também podem aparecer em pinceladas em cortinas, almofadas, poltronas, cadeiras, vasos, estantes, aparadores, cortinas, almofadas, entre outras mobílias e elementos pontuais. Dessa forma, elas conseguem dialogar com as cores mais sóbrias da casa, deixando o ambiente harmonioso e suave.   Iluminação Além de influenciar na percepção da cor, a iluminação também é responsável pela climatização dos espaços. Para complementar o décor neste clima de inverno, é recomendado apostar em uma iluminação mais quente, que puxe para um tom mais amarelado, pois há necessidade do direcionamento do foco, impactando com texturas e formas. Os jogos de claro e escuro e de luz e sombra também estimulam o olhar e revelam o impacto que as cores exercem em objetos, móveis, paredes e tetos. 

Leia tudo sobre: casacoresinverno