Felipão indica que jogo contra Holanda será seu último na seleção

Treinador garantiu que primeira etapa de seu trabalho será encerrada após o jogo que decide o terceiro colocado da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI E GUILHERME GUIMARÃES |

Felipão:
Alexandre Loureiro/Vipcomm
Felipão: "acabou a moleza"

BRASÍLIA (DF). Na última entrevista coletiva antes do jogo entre Brasil e Holanda, o maior interesse dos jornalistas ia muito além do time que vai entrar em campo. O que todos queriam saber era se o técnico Felipão iria ou não permanecer no comando técnico da seleção. As duas equipes se enfrentam neste sábado, às 17h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo.

Felipão não se esquivou das perguntas e, apesar de ter deixado no ar a decisão, também deu a entender que seu futuro à frente da seleção está próximo do fim.

“Meu trabalho termina somente após o último jogo, que é amanhã. Quando isso acontecer, a primeira etapa estará concluída. Apresentarei meu relatório ao presidente, ao vice Del Nero e eles conversarão para decidir o futuro. Não conversamos nada sobre isso e nem vou me manifestar antes do fim da partida contra a Holanda”, indica o treinador.

Para Felipão, a derrota para a Alemanha não mancha o saldo positivo do que ele fez à frente da seleção. “Neste um ano e meio, tivemos uma série de situações boas e não acho que temos que resumir tudo por causa de um só jogo. A fatalidade que aconteceu não muda um trabalho por inteiro. O que vi de negativo foi o resultado do último jogo, que foi catastrófico”, admite o treinador.

Assim que a Copa acabar, Felipão planeja pagar as contas e conversar com sua família. “Preciso ajeitar minha vida pessoal, que foi deixada de lado. Algumas coisas não têm como conversar por telefone. Vou seguir minha vida, mesmo sabendo que não será a mesma coisa. Meu trabalho na seleção termina amanhã”, completa.