Italiano especialista em jogos da Argentina apita final da Copa

Juiz trabalhou nas vitórias por 3 a 2 sobre a Nigéria, na primeira fase, e 1 a 0 sobre a Bélgica, nas quartas de final.

iG Minas Gerais |

Árbitro dirigiu duas partidas da Argentina neste Mundial
Reprodução/Facebook
Árbitro dirigiu duas partidas da Argentina neste Mundial

O árbitro da final da Copa do Mundo é um especialista na seleção argentina.

A partida contra a Alemanha, domingo (13), no Maracanã, será o terceiro jogo do time de Lionel Messi dirigido pelo italiano Nicola Rizzoli, 42, neste Mundial.

O juiz trabalhou nas vitórias por 3 a 2 sobre a Nigéria, na primeira fase, e 1 a 0 sobre a Bélgica, nas quartas de final. Além dos jogos da Argentina, Rizzoli também dirigiu a goleada por 5 a 1 aplicada pela Holanda sobre a Espanha, na primeira rodada da competição.

Essa é a primeira Copa da carreira do italiano. Até então, seu momento de maior destaque era a decisão da Liga dos Campeões da Europa de 2013 –vitória por 2 a 1 do Bayern de Munique sobre o Borussia Dortmund, em duelo de alemães.

Rizzoli é o terceiro árbitro italiano a apitar finais da Copa. O jogo do primeiro título argentino, em 1978, foi dirigido por Sergio Gonella. A final de 2002, quando a Alemanha foi derrotada pelo Brasil, teve Pierluigi Collina no apito.

A escolha de um juiz europeu para uma decisão entre uma seleção europeia e uma sul-americana se deve ao fim do veto na escalação de árbitros da mesma confederação de um dos adversários, que foi decidido pela comissão de arbitragem da Fifa.

O brasileiro Sandro Meira Ricci estava na lista de árbitros ainda disponíveis para a final, mas foi preterido por Rizzoli.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave