Van Gaal diz que é 'melhor perder de 7 a 1 do que nos pênaltis

Eliminado pela Argentina nos pênaltis, técnico fez comparação com derrota brasileira no Mineirão

iG Minas Gerais | Folha Press |

undefined

Desafeto do técnico Luís Felipe Scolari, o técnico da Holanda Louis van Gaal disse nesta sexta-feira (11) que preferia ter perdido de 7 a 1, como ocorreu tragicamente com o time brasileiro, do que ser eliminado nos pênaltis, como foi no caso holandês.

"Perder dessa forma [nos pênaltis] é a pior maneira. É melhor perder de 7 a 1, porque dessa forma você realmente perdeu. Mas nós não perdemos. Perdemos por causa da disputa de pênaltis. Isso é muito triste", afirmou.

Logo após a derrota para a Argentina, o discurso era diferente. "Perder nos pênaltis é como perder por 7 a 1."

Nesta sexta, Van Gaal foi direto: "O sonho acabou e não vai voltar". Agora, o técnico tenta motivar seus jogadores e afirma que pode fazer história vencendo o Brasil, apesar do discurso de que a disputa do terceiro lugar não deveria existir.

Vice-campeão em 1974, 1978 e 2010, o time holandês tenta fazer a primeira campanha invicta. Holanda e Brasil se enfrentam neste sábado (12), em Brasília, às 17h, na disputa do terceiro lugar.

"Não somos a melhor equipe em termos de qualidade, mas somos a equipe que era mais difícil de se vencer. No momento, não perdemos nenhuma partida e estamos trabalhando nisso. Espero que possamos se preparar para ganhar do Brasil e ficar em terceiro lugar. Estaríamos escrevendo na história da Holanda", afirmou.

O atacante Dirk Kuyt foi no mesmo tom. "O terceiro lugar nos dá uma sensação melhor que o quarto lugar", afirmou.

PREPARO Depois de enfrentar duas prorrogações e agora com apenas dois dias para se preparar para a partida contra o Brasil, o técnico holandês disse que se viu obrigado a mudar o planejamento para o jogo.

De acordo com Van Gaal, o time da Holanda costuma já saber a escalação titular quando analisa o adversário. Mas contra o Brasil isso não foi possível.

"Hoje de manhã analisei o Brasil e pela primeira vez sem dar a escalação. Isso é contra meu principio, porque acho que os jogadores têm que focalizar em quem vai jogar. Mas temos que esperar para ver quem está na melhor situação", disse.

De acordo com o técnico, a motivação dos jogadores será decisiva para a escalação. "Quero começar com uma equipe mentalmente preparada. O espírito é mais importante que o corpo, mas o corpo tem que permitir. Tivemos um dia a menos de preparo, então é difícil o aspecto físico e por isso temos que trabalhar o mental", explicou.

Leia tudo sobre: Van Gaal7 a 1pênaltis