Filho de Pelé é transferido de cadeia no litoral de SP

Condenado a 33 anos e 4 meses de prisão por lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas, Edinho foi preso na última terça-feira (8)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Edinho já tinha sido preso em 2005
PAULO LIEBERT - AGÊNCIA ESTADO
Edinho já tinha sido preso em 2005

O ex-goleiro Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, filho de Pelé, foi transferido no início da tarde desta sexta-feira (11) da cadeia anexa ao 5º Distrito Policial de Santos (a 72 km de São Paulo) para o Centro de Detenção Provisória de São Vicente (a 65 km da capital paulista).

Condenado a 33 anos e 4 meses de prisão por lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas, Edinho foi preso na última terça-feira (8) por determinação da juíza auxiliar da 1ª Vara Criminal de Praia Grande, Suzana Pereira da Silva.

A magistrada decretou a prisão preventiva porque o passaporte do ex-goleiro não foi apresentado à Justiça. A entrega do documento era uma condição para que ele pudesse recorrer em liberdade da sentença, proferida em 30 de maio. Um dos advogados de Edinho, Eugênio Carlo Balliano Malavasi, pediu na última quinta-feira (10) à juíza a reconsideração da prisão preventiva. A Justiça, entretanto, ainda não se manifestou sobre o pedido.

O defensor afirma que Edinho perdeu o documento e comunicou o fato à Polícia Federal em junho. Segundo Malavasi, a instituição cancelou o passaporte extraviado e ele entregou à Justiça um comprovante de cancelamento na  última segunda-feira (7).

"Ele não pode apresentar um documento que não existe mais, o que foi documentalmente comprovado através da Polícia Federal", afirma o defensor. Malavasi disse que se a Justiça determinar a manutenção da prisão preventiva vai impetrar um habeas corpus em favor de seu cliente.