Ex-prefeito de Nova Lima é condenado e tem direito político suspenso

Atual deputado federal Vitor Penido Barros foi acusado por improbabilidade administrativa por problemas em licitações e deverá ficar fora da política por três anos

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda |

O deputado federal Vitor Penido de Barros, ex-prefeito de Nova Limas, foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), por improbabilidade administrativa, e teve seus direito político suspenso por três anos.

A decisão da 4ª Câmara Civil foi tomada no dia 3 de julho e divulgada nesta sexta-feira (11). A Justiça acatou uma denúncia do Ministério Público (MP), de 2011, na época, Barros ainda era prefeito do município. Ele foi condenado depois que a Justiça entende que houve sim problemas em licitações durante o seu mandato.

Assim, o deputado não poderá tentar se reeleger. Já que o caso do ex-prefeito pode ser entendido como Ficha Suja. 

Histórico

Em 2011, o deputado federal foi denunciado pelo MP por problemas de licitação em seu mandato. De acordo com o processo, Barros era acusado de beneficiar a empresa de seu filho durante o processo de licitação que envolvia um posto de combustível.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave