Moradores de Brumadinho gastam pelo menos R$ 16 para ir e voltar de BH

População está organizando um abaixo-assinado para apresentar reivindicações ao Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Moradores de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, estão gastando pelo menos R$ 16 para ir e voltar de Belo Horizonte. Para reclamar do valor da tarifa e, principalmente, da mudança de itinerário das linhas 3787, 3788, 3783, a população está organizando um abaixo-assassinado para ser entregue ao Departamento de Estradas de Rodagens de Minas Gerais (DER-MG), responsável pela linhas metropolitana de ônibus. A entrega do documento deve acontecer na próxima semana.

Por meio das redes sociais, a proposta está sendo divulgada e quase 690 pessoas apoiam a causa. O grupo pede para que o trajeto volte a ser feito pela avenida Amazonas e BR-381, sem ter que parar no "terminal Sarzedo", além de questionar porque pessoas que fazem o mesmo trajeto pagam valores diferentes pela passagem: 6,45 para quem usa o cartão Ótimo e R$ 9,50 no dinheiro. 

"Cheguei nessa "estação" de Sarzedo as 22:05... E tive que esperar até as 23 horas pra sair um ônibus pra Brumadinho...O local não possui: Uma lanchonete...É totalmente aberto - sem proteção nenhuma ao frio/chuva e a possíveis assaltos. Me sinto envergonhada por tal empresa. Por não respeitar seus usuários. Quem paga as contas e salários somos NÓS. E o q recebemos em troca: Aumento de passagem; Aumento do tempo da viagem; nunca vi... 1 hora de espera (intervalo) de uma 'viagem' a outra ...", reclamou uma usuária, por meio do Facebook.

A reportagem de O TEMPO entrou em contato com o DER, que até o momento, não se posicionou sobre o assunto. 

Confira na íntegra a convocação e as reivindicações dos moradores

Estamos começando a organizar um abaixo assinado para ser entregue ao DER com as reivindicações contra o novo sistema de transporte das linhas 3787/3788/3783, Brumadinho/BH. A principal reivindicação é sobre a parada no novo terminal de Sarzedo, que dificulta e atrasa o a viajem em mais de uma hora, prejudicando os trabalhadores e usuários que necessitam do transporte constantemente.

Entendemos que o DER é o principal responsável por essa mudança, portanto somente ele poderá retroceder com a decisão, por isso, no momento achamos mais eficaz o abaixo assinado direcionado ao órgão do que uma manifestação.

“ABAIXO-ASSINADO POR UM TRANSPORTE PÚBLICO INTERMUNICIPAL QUE ATENDA AS NECESSIDADES DA POPULAÇÃO DE BRUMADINHO”

Prezado Senhores José Elcio Santos Monteze Diretor Geral DER Marcos Antônio Frade Diretor de Infraestrutura Rodoviária DER Prezada Senhora Sheila Maria de Almeida Gonçalves Diretora de Planejamento, Gestão e Finanças DER Tendo em vista as repentinas mudanças dos itinerários da RMBH, em especial aos de Brumadinho-Belo Horizonte e semelhantes (linhas 3783,3787,3788,3789), que sofreram alterações em horários, percursos e preços - causados pelo Terminal Sarzedo - nos manifestamos, sendo contrários a tais mudanças. Nós, moradores de Brumadinho, usuários do transporte coletivo intermunicipal, trabalhadores e estudantes, nos sentimos lesados com tais atitudes executadas por este órgão e pelo Governo de Minas. Os senhores sabem das diversas dificuldades que nós, trabalhadores e estudantes, enfrentamos diariamente com o transporte ofertado para nossa região. Incluem-se o tempo de percurso, os horários, o mau estado de alguns ônibus e principalmente o estresse, este último causado por tanto outros motivos relacionados ao transporte/trânsito. Desta forma, julgamos ser incoerente e injusta, a maneira em que se deu as alterações - arbitrárias e sem consulta prévia à população - do itinerário ofertado para nossa cidade – Brumadinho. Podemos citar alguns problemas que já constatamos com tais alterações: 1) O tempo de viagem, saindo de Brumadinho até ao Centro de Belo Horizonte, era em média 2 horas e 30 minutos. Agora, este tempo aumentou, passando para mais de 3 horas. 2) Fomos condicionados a comprar um cartão, no valor de R$ 10,00, para continuarmos pagando R$ 6,45. Isso constitui “venda casada”, pois não somos obrigados a comprar o cartão para continuar pagando o mesmo valor cobrado. 3) Ainda sobre o sistema tarifário, é incoerente uma pessoa pagar R$ 6,45 para ir até Belo Horizonte, e outra, sem uso do cartão, pagar R$ 9,50, utilizando a mesma linha (311C). 4) Foi retirado o ônibus via BR 381. Agora temos que usar uma linha até o Terminal Sarzedo, pagar R$ 4,00 e, depois utilizar outra linha até o Carrefour/Makro, pagando mais R$ 4,00, totalizando R$ 8,00. Acreditamos que isso é aumento abusivo de tarifa e não corresponde aos critérios do equilíbrio econômico-financeiro, estabelecido na licitação do consórcio e demais aditivos. 5) Todos os usuários do transporte intermunicipal, de Brumadinho e Mário Campos, e alguns milhares de Sarzedo, foram “alocados” a um único terminal, gerando enorme desconforto, pois não há espaço suficiente e poucos ônibus. A “lotação” nos ônibus é questão de segurança pública. Está inviável, não há espaço e lugares nos ônibus, agora disputados por moradores de três cidades diferentes. 6) O tempo de espera de 15 minutos, anunciado pela companhia Turilessa, não condiz com a realidade que está bem distante: de 25 a 45 minutos. Portanto, SOLICITAMOS AOS SENHORES REAVALIAÇÃO DESTE SISTEMA, PELA POSSIBILIDADE DE RETIRAR AS LINHAS DE BRUMADINHO DO TERMINAL SARZEDO, VOLTANDO AO ITINERÁRIO DIRETO PARA BELO HORIZONTE, por via Barreiro-Av. Amazonas e BR 381