Pimentel diz que "polícias não dão conta do recado"

Ele reclamou que as ações de segurança do Estado são insuficientes e disse que há falta de investimento do Estado na área

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

Pimentel é confirmado como candidato ao governo de Minas pela aliança entre PT e PMDB
Uarlen Valério
Pimentel é confirmado como candidato ao governo de Minas pela aliança entre PT e PMDB

O candidato ao governo de Minas Fernando Pimentel (PT) se reuniu na manhã de hoje com 23 prefeitos da região de Barbacena, no Campo das Vertentes, para discutir propostas e ouvir os problemas da região. Antes do encontro, ele criticou as ações de segurança do Estado e disse que as polícias “não estão dando conta do recado”  por falta de investimento do Estado na área. Ele afirmou que tem ouvido reclamações dos prefeitos de que os municípios estão assumindo gastos e responsabilidades são do governo estadual. Pimentel prometeu unificar as corporações.

“Os prefeitos se queixam, e com razão, de que eles acabam ficando com a obrigação de colocar recursos para custeio da Polícia Militar e da Polícia Civil: gasolina de viaturas, manutenção, revisões, às vezes pagamento de aluguel onde funcionam os destacamentos, alimentação para os policiais. Isso pesa e custa para o município pequeno”, afirmou.

Para o petista, outro problema que afeta o cidadão é o “descasamento entre a Polícia Militar e Polícia Civil”. “A integração não aconteceu”, disse. Ainda de acordo com Pimentel, muitas cidades não têm delegacias ou delegados. “As polícias não estão dando conta do recado e não é culpa delas. É falta de equipamento, de apoio e recurso. Os municípios estão sobrecarregados e o cidadão e a cidadã ficam sem segurança ”, criticou.

Saúde. O candidato também apresentou propostas na área da saúde. Nas últimas duas semanas, Pimentel tem privilegiado a visita em cidades da região metropolitana de Belo Horizonte. Ele prometeu que, se eleito, irá investir em hospitais regionais para desafogar o sistema de Belo Horizonte, que recebe pacientes de todo o Estado. 

Leia tudo sobre: pimenteleleiçõespolítica