Presença da família serve de inspiração para seleção da Holanda

Técnico Louis van Gaal reforçou a importância dos atletas terem contato direto com esposas e filhos horas antes do jogo contra o Brasil

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI E GUILHERME GUIMARÃES |

Van Gaal disse que Argentina jogou com o pé no freio contra a Bélgica
DOUGLAS MAGNO/O TEMPO
Van Gaal disse que Argentina jogou com o pé no freio contra a Bélgica

Brasília (DF). Mesmo que a força vinda de um companheiro seja importante para fazer um time se reerguer dentro da competição, uma das principais motivações que a Holanda terá, contra o Brasil, na disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo, virá dos familiares. Os dois times se enfrentam, neste sábado, às 17h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.  Esposas e filhos dos atletas holandeses os acompanham desde o início do Mundial e puderam ser vistos, repetidas vezes, em momentos de folga, dando importante ânimos para os próximos jogos. Para a partida deste sábado, não será diferente. O técnico Louis van Gaal sabe da importância que esposa e filhos têm para criar um ambiente favorável ao seu elenco e a presença deles está liberada, em determinados períodos da concentração. “A minha filosofia de trabalho acredita que os jogadores são seres humanos, incluídos em uma sociedade. A família tem um papel muito importante neste contexto. Escrevi um livro há seis anos que falava exatamente isso. É uma tendência que está presente no mundo todo. Talvez isso não acontecesse há alguns anos, mas hoje é algo inevitável”, comenta o treinador. Para van Gaal, a parte mental pode fazer a diferença e o apoio dos familiares contribuirá para que seu time esteja bem preparado neste aspecto.  “Os jogadores ficarão mais calmos e tranquilos tendo um contato direto com seus entes, nas horas que antecedem a partida. Claro que isso não irá acontecer uma hora antes do jogo. Mas, no momento certo, a presença deles será muito bem-vinda no hotel. Isso dará a eles um estado de espírito mais favorável”, analisa.