Lei de Diretrizes Orçamentárias é aprovada sem emendas na Câmara

Receita estimada para o ano que vem é 11,07% maior que o previsto para 2014; entre os investimentos previstos, está a construção de um estádio municipal

iG Minas Gerais | Lisley Alvarenga |

Próxima reunião da Câmara será no dia 5 de agosto
Moisés Silva
Próxima reunião da Câmara será no dia 5 de agosto

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do município, que estabelece as metas para o orçamento anual que a cidade terá disponível para o próximo ano, também foi votada e aprovada pelos vereadores, sem nenhuma alteração, na quinta-feira (10). A reunião ocorrida na Câmara foi a última do primeiro semestre deste ano, antes de os parlamentares entrarem de recesso, entre os dias 18 e 31 de julho. A próxima sessão ordinária do Legislativo deve acontecer somente no dia 5 de agosto.

Contrariando as previsões da economia nacional, pela proposta do governo, o município tem previsão – a ser confirmada no orçamento – de uma receita total de mais de R$ 1,657 bilhão para 2015, 11,07% maior que o estimado para este ano.

Os vereadores da base governista chegaram a apresentar emendas, porém, após acordo com o prefeito Carlaile Pedrosa (PSDB), decidiram retirar as sugestões de alterações na LDO.

Entre as principais propostas de investimentos da atual administração para o ano que vem estão as construções de um estádio municipal de futebol, um novo aterro sanitário, 5.600 novas unidades habitacionais, um novo parque de exposições, um  viaduto que dará acesso ao bairro PTB, através da avenida Marco Túlio Isaac, além da construção de oito escolas de ensino fundamental e de 20 creches.

Já para a saúde, área tida como prioridade de governo pela atual gestão, a prefeitura pretende construir e ampliar três Unidades de Atenção Primária (UPAs), reformar 34 postos de saúde, além de elaborar o projeto de construção do primeiro Pronto Atendimento Infantil (PAI) de Betim.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave