Seleção da Argentina terá a companhia de Maradona em hotel

Ex-craque acompanha o torneio com uma credencial de jornalista, já que apresenta o programa "De Zurda", e está hospedado no mesmo local onde portenhos ficarão

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Maradona esteve no Mineirão para ver Argentina x Irã
Alexandra Martins
Maradona esteve no Mineirão para ver Argentina x Irã

A Argentina vai ter a companhia de Diego Maradona antes da final da Copa do Mundo. A delegação chega ao Rio de Janeiro neste sábado (12) de manhã e ficará hospedada em um hotel na Barra da Tijuca onde também está o ex-camisa 10.

Maradona acompanha o torneio com a credencial de jornalista. Ele participa diariamente do programa "De Zurda", transmitido pela emissora estatal venezuelana TeleSur e retransmitido pela TV Pública da Argentina.

Durante todo o Mundial, foi criada a expectativa de os jogadores receberem a visita de Diego durante a estada na Cidade do Galo, em Vespasiano (27 km de Belo Horizonte), onde a seleção fez os treinamentos para o torneio. Mas ele não apareceu.

A coincidência pode gerar um desconforto para os dirigentes da AFA (Associação de Futebol Argentino). Após a vitória sobre o Irã, ainda na fase de grupos, o presidente da entidade, Julio Grondona, chamou Maradona de "pé-frio" porque o gol de Messi só aconteceu após o ex-atleta ter ido embora. A resposta do campeão mundial de 1986 foi irada. Ao vivo, em seu programa televisivo, fez um gesto obsceno para o dirigente.

Mas para integrantes supersticiosos da comissão técnica, como o diretor de seleções Carlos Bilardo e o técnico Alejandro Sabella, a presença de Maradona no mesmo hotel pode ser vista como sinal de boa sorte.

Ele era o capitão da seleção argentina na conquista do último título mundial do país, em 1986, justamente contra a Alemanha, rival deste ano. Lesionado, estava em campo quatro anos mais tarde, quando os alemães se vingaram na segunda decisão seguida entre as duas equipes.