Bateria desenvolvida a partir da areia tem duração triplicada

Cientistas norte-americanos substituíram o grafite pelo elemento encontrado nas praias e constaram um grande potencial energético

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

DOUGLAS MAGNO - 18.7.2012
undefined

Pesquisadores descobriram que a areia de praia pode ser um importante elemento para a melhoria no desempenho das baterias. O estudo foi desenvolvido no Colégio de Engenharia Bourns, da Universidade da Califórnia.

Ao substituírem a areia pelo grafite, os cientistas constataram que o material conseguiu triplicar a duração da bateria, resultando em uma maior eficiência magnética.

O processo desenvolvido consistiu em unir sal e magnésio e a areia com maior quantidade de quartzo possível e purificada em escala nanométrica. O conjunto passou por um processo de aquecimento. E o resultado foi a criação de um silício puro, que se transforma em uma esponja porosa, com maior capacidade de eficiência energética.

Além de contribuir para um melhor desempenho das baterias de smartphones e outros gadgets, o uso da areia também pode baixar os preços nos mercados, por ser um elemento de fácil acesso e não tóxico, ajudando também o meio ambiente. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave