Número de domicílios com apenas celulares cresce nos EUA

Relatório divulgado nesta semana mostra que 41% das casas não possuem linha fixa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Gasto com telefonia móvel cresceu 68% em cinco anos e número de linhas aumentou 101,7% no mesmo período
CRISTIANO TRAD
Gasto com telefonia móvel cresceu 68% em cinco anos e número de linhas aumentou 101,7% no mesmo período

Pesquisa indica que 41% das casas nos Estados Unidos não possuem linhas de telefone fixo. Entretanto, o número de lares com apenas celulares vem crescendo em ritmo mais lento. Os dados foram divulgados na última terça-feira (8), pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

O relatório caracteriza as residências sem linhas fixas como sendo formadas, em sua maioria, por uma população mais jovem, pobre, dependente de aluguel e com ascendência hispânica. Daqueles considerados 'pobres', 56% possuíam telefones móveis e um percentual de 53% eram hispânicos que tinham apenas celulares.

Comparando os dados de 2012 e 2013, a pesquisa constatou que houve um aumento de 2,8% no número de casas sem linhas fixas. Sobre a idade das pessoas que viviam apenas com celulares, 70% tinha entre 25 e 29 anos.

Três em cada quatro adultos dividiam quarto em domicílios 'móveis'. Além disso, 61,7% dos entrevistados são adultos que moravam em casas alugadas sem serviço de telefonia fixa.

O CDC organizou os dados da pesquisa baseando-se na 'Entrevista Nacional de Saúde', que acontece como uma espécie de IBGE, coletando ao longo do ano informações sobre a saúde da população norte-americana. Foram entrevistados 21.512 domicílios, no segundo semestre de 2013.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave