Argentina tentará igualar títulos entre sul-americanos e européus

Seleções do Velho Mundo têm um título mundial a mais

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Victor R. Caivano/associated press
undefined

A Argentina vai ter no domingo, na final contra a Alemanha, a oportunidade de empatar em dez a dez o número de conquistas de Mundiais entre sul-americanos e europeus. A seleções do Velho Mundo chegaram ao Brasil em vantagem de dez a nove na história das decisões e caberá aos alemães tentar consolodir essa hegemonia como maiores campeões.

A América do Sul conquistou cinco mundiais com o Brasil, dois com a Argentina e dois com o Uruguai. Pela Europa, a Itália foi campeã quatro vezes, a Alemanha três, Inglaterra, França e Espanha venceram uma cada. A favor da Argentina, o fato de que todas as Copas disputadas na América do Sul foram vencidas por países do próprio continente.

O Uruguai, em 1930 (em casa) e 1950 (no Brasil), o Brasil, em 1962 (no Chile), e a Argentina em 1978 (em casa). Os sul-americanos também venceram as disputas em outros países das Américas. O Brasil foi campeão em 1970, no México, e 1994, nos Estados Unidos, e a Argentina, em 1986, no México.

Desde a derrota da Alemanha para o Brasil na decisão de 2002, apenas seleções da Europa chegaram a partidas finais de Copa e conquistaram o título. Em 2006, na Alemanha, a Itália bateu a França. Em 2010, na África do Sul, a Espanha conquistou o título depois de vencer a Holanda na final. No domingo, às 16h, no Maracanã, argentinos e alemães vão escrever um novo capítulo desta história.  

Leia tudo sobre: ArgentinaBrasilInglaterraAlemanhaFrançaEspanhaCopa do MundotítuloshegemoniadeznoveconsolidarChileEstados UnidosMéxico