Em 78, terceiro lugar teve gosto amargo

O Brasil disputou pela segunda vez consecutiva o terceiro lugar

iG Minas Gerais | Josias Pereira |


Nelinho participou da conquista do terceiro lugar do Brasil na Copa de 1978
CHARLES SILVA DUARTE / O TEMPO
Nelinho participou da conquista do terceiro lugar do Brasil na Copa de 1978

Na Copa de 1978, o Brasil disputou pela segunda vez consecutiva o terceiro lugar. O duelo foi marcado pela amargura de uma eliminação da final suspeita. As seleções brasileira e argentina chegaram à rodada final empatadas em pontos na mesma chave. Se os dois times vencessem a última rodada com o mesmo placar, a definição ocorreria no saldo de gols, favorável ao Brasil. A seleção fez sua parte. Venceu a Polônia por 3 a 1. Somente uma vitória argentina sobre os peruanos por quatro gols de diferença seria capaz de tirar o Brasil da decisão.

Em um jogo controverso, os argentinos golearam os peruanos por 6 a 0. Coube ao Brasil enfrentar a Itália na disputa do terceiro lugar. Nelinho foi o autor de um golaço na vitória sobre os italianos por 2 a 1 e comparou aquela partida com a realidade atual. “Era outro momento. Em termos de resultado, aquele jogo não significou nada. Hoje, os jogadores precisam da vitória para se reerguer” avaliou o ex-jogador. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave