Viçosa já usa caminhões-pipa

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), não há previsão de chuvas sequenciais em Viçosa nos próximos dias

iG Minas Gerais | Da redação |

Sem água, Viçosa começa a furar poços artesianos em bairros
SAAE Viçosa/Divulgação
Sem água, Viçosa começa a furar poços artesianos em bairros

Os reservatórios de Viçosa, na Zona da Mata mineira, incluindo alguns poços artesianos que atendem os bairros, atingiram os menores níveis nos últimos 30 anos e estão funcionando com 60% do volume, segundo o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).  

De acordo com o diretor técnico da instituição, Edson Bhering, a estiagem, que começou em abril após um março com pouca chuva, já deixa muitas residências do município sem água. Os bairros centrais, da parte alta da cidade, como Betânia, Lourdes e Ramos, são os mais prejudicados e estão sendo abastecidos por caminhão-pipa. Além disso, novos poços artesianos foram perfurados como forma de amenizar os problemas para a população.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), não há previsão de chuvas sequenciais em Viçosa nos próximos dias, e novas medidas devem ser colocadas em prática. “Na segunda-feira da semana que vem, possivelmente será decretado racionamento”, diz Bhering.

Os casos de desperdício ou uso abusivo de água podem ser informados ao SAAE da cidade. Os infratores recebem, primeiramente, uma notificação por parte dos fiscais da instituição e, em caso de reincidência, eles têm a água cortada por 24 horas.

Sem multa em São Paulo. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, voltou atrás na decisão de cobrar multa dos moradores que aumentassem o gasto de água. A medida era analisada para diminuir o consumo. São Paulo vive a maior seca da história. Ontem, o Sistema Cantareira operava com 18,8% de sua capacidade. As represas utilizam a reserva técnica dos mananciais, conhecida como volume morto. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave