Mais de 875 mil passaram sem problemas por Confins

Mesmo faltando mais de 50% da reforma do terminal, turistas não tiveram grandes problemas

iG Minas Gerais | Queila Ariadne |

Fan Zone. Turistas estrangeiros aproveitaram bem o espaço criado em Confins pela Infraero e pela Caixa Econômica para verem jogo enquanto esperavam seus voos
Lincon Zarbietti / O Tempo
Fan Zone. Turistas estrangeiros aproveitaram bem o espaço criado em Confins pela Infraero e pela Caixa Econômica para verem jogo enquanto esperavam seus voos

Faltou elevador, faltou terminar a área que abrigará as lojas, faltou quase metade da reforma do terminal de passageiros em Confins. Mas tudo correu muito bem. Entre 4 e 30 de junho, foram 875 mil embarques e desembarques no aeroporto. O fluxo foi 7% maior do que em junho do ano passado, quando foram 816,32 mil embarques e desembarques durante a Copa das Confederações. A maquiagem de um terminal inacabado não incomodou os turistas estrangeiros, que chegaram para ver a Copa do Mundo em Belo Horizonte e esquentaram as vendas em bares e restaurantes.  

Segundo o Portal da Transparência, a modernização do Terminal 1 de Confins está 47% concluída, portanto, ainda faltam 53%. As obras foram paralisadas no dia 10 de junho com a promessa de serem retomadas logo após a Copa. Mas nem a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), nem a construtora responsável informaram a data exata do recomeço.

“As obras poderão ser retomadas logo após o fim da Copa de 2014, caso a Infraero ajuste o planejamento financeiro e libere as frentes de trabalho para execução”, afirma a Marquise/Normatel. A Infraero esclarece, via assessoria de imprensa, que nenhum novo aditivo está sendo considerado. Até o momento, a obra, que começou em setembro de 2011 orçada em R$ 238 milhões, já ficou R$ 17 milhões mais cara e chegou a R$ 255 milhões.

A obra era para ser entregue em dezembro de 2013. Depois de atrasos, a expectativa era de entregar em agosto, mas ainda falta muito para finalizar. A gestão deste atraso será herdada pelo consórcio BH Airport, que venceu a concessão de Confins e assumirá a administração, com 51%, em agosto.

Atrasos à parte, tudo correu bem. O número de funcionários “Posso Ajudar” foi ampliado em 27. Já o efetivo da área operacional de Confins aumentou em 28%, passando de 93 para 119. O reforço de pessoal foi feito por meio de remanejamento de equipes de outros aeroportos da empresa não envolvidos diretamente com o Mundial.

Entregues Ampliação e reforma do saguão de embarque; Nove pontes de embarque Cinco elevadores Sete escadas rolantes Três novos acessos de embarque Ampliação das salas de embarque Reforma da sala de desembarque doméstico e cinco esteiras de bagagens Novo terraço panorâmico Reforma e amplia ção do estacionamento Novo acesso viário Cobertura da antiga via de acesso

Leia tudo sobre: ConfinsCopa875 milpassageiros