Clube dos campeões mundiais fica intacto no Brasil

Com Argentina e Alemanha na decisão, Copa brasileira terá um ganhador que já conquistou a taça em edições anteriores

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Holanda e Argentina buscam uma vaga na grande final da Copa do Mundo
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Holanda e Argentina buscam uma vaga na grande final da Copa do Mundo

Se na África do Sul o clube dos campeões mundiais foi ampliado, no Brasil ele continuará intacto. O triunfo da Argentina sobre a Holanda, nos pênaltis, evitou que a Copa tenha uma campeão inédito.

No domingo, os argentinos vão buscar seu terceiro título, e o alemães, o quarto.

O duelo configura o maior replay de finais das Copas: será a terceira vez que Alemanha e Argentina decidirão o título. Cada seleção ganhou uma vez: a Argentina em 1986, no México, e a Alemanha, em 1990.

O Brasil continua como o maior campeão, com cinco conquistas. Seguem-se Itália (quatro), Alemanha (três), Argentina e Uruguai (duas cada), Inglaterra, França e Espanha (uma cada).

Nesta decisão, os argentinos tentarão evitar que um europeu vença na América pela primeira vez. Nas sete edições anteriores, as seleções do continente americano levaram a taça: o Uruguai em 1930 (no Uruguai) e em 1950 (no Brasil), o Brasil em 1962 (no Chile), em 1970 (no México) e em 1994 (nos EUA), e a Argentina em 1978 (na Argentina) e em 1986 (no México).

Na mão inversa, os brasileiros são os únicos da América que venceram em solo europeu -aconteceu em 1958, na Suécia.

Leia tudo sobre: Copa do Mundocampeõesfutebolseleção argentinainéditotroféutaça