Faixa de avenida vira bota-fora

Descarte irregular de lixo na avenida Severino Balesteros atrapalha trânsito

iG Minas Gerais | Camila Bastos |

Local fica em frente a um terreno vazio na Ceasa, no bairro Laguna
JOAO GODINHO / O TEMPO
Local fica em frente a um terreno vazio na Ceasa, no bairro Laguna

Metade de uma via tomada por entulho, carcaças de eletrodomésticos, embalagens de alimentos, fraldas sujas e outros tipos de dejetos. Esse é o cenário encontrado pelo motorista que sai da BR–040, na altura do bairro Laguna, em Contagem, na região metropolitana, e entra na avenida Severino Balesteros. O material descartado irregularmente no local toma metade da avenida, atrapalhando o trânsito e aumentando o risco de acidentes. Segundo a prefeitura, o material já foi recolhido por várias vezes, mas o despejo ilegal volta a ocorrer.

O ponto – em frente a um terreno vazio das Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S. A. (CeasaMinas) e próximo à ocupação Willian Rosa – é mal-iluminado, sem comércio ou residências no entorno e invisível para quem passa na rodovia, o que favorece o descarte irregular de lixo.

De acordo com assessoria de imprensa da prefeitura, no município, no primeiro semestre deste ano, foram identificados 327 pontos de descarte ilegal. Segundo o Executivo, 187 são monitorados pela prefeitura – inclusive este da avenida Severino Balesteros – e 140 já foram limpos. Ao todo, foram recolhidas 4.000 toneladas de lixo, nas sete regionais da cidade.

Um frentista que trabalha na região há seis anos conta que o bota-fora não é novo. “Ele existe há mais de ano, mas piorou depois que o pessoal começou a morar na ocupação (Willian Rosa, que há cerca de dez meses se instalou no terreno da Ceasa)”, disse o homem, que preferiu ser identificado apenas como Paulo.

Há aproximadamente uma semana, os moradores da Willian Rosa ocuparam também outro ponto do terreno da Ceasa na região, a cerca de 300 m do bota-fora.

Fiscalização. Por meio de nota, a prefeitura – responsável pela limpeza no local – informou que vai intensificar a fiscalização na região.

“A Prefeitura de Contagem já realizou a limpeza por diversas vezes, e enviará, novamente, fiscais da Limpeza Urbana para a avenida Severino Balesteros, que intensificarão ações de fiscalização com o objetivo de identificar os responsáveis pelo descarte irregular”, diz a nota.

Penalidade

Valor. Multas para quem é flagrado jogando lixo e entulho em pontos irregulares variam de R$ 7.000 e R$ 35 mil. Denúncias e solicitações de limpeza podem ser feitas pelo telefone 0800 2831 225.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave