Na Savassi, frustração e ingressos falsos

Antes do fim da partida, quase metade dos torcedores já havia deixado a região; alemão foi preso com tíquetes falsos e grande quantia em dinheiro

iG Minas Gerais | Flávia Carneiro |

Milhares de torcedores que assistiram ao jogo na Savassi, região Centro-sul de Belo Horizonte, pareciam não acreditar na derrota da seleção brasileira. Antes da partida começar, cerca de 25 mil pessoas participavam da festa, segundo estimativa da Polícia Militar. Após o quinto gol do time da Alemanha, muitos torcedores deixaram a região, alguns gritando palavras de ordem, outros, calados e com lágrimas nos olhos. A PM calculou que cerca de 10 mil pessoas deixaram a Savassi durante o intervalo da partida.

O estudante de Agronomia, Caio Fortes, 20 anos, disse que depois da vergonhosa derrota da seleção brasileira, a população precisa olhar para os problemas do país, principalmente nos setores de educação e saúde. Segundo ele, o Mundial mascarou as mazelas que atingem o cidadão brasileiro.

Já a comerciante Ângela de Souza, 30 anos, nem se importou com o resultado do jogo. "Vou aproveitar o último dia para paquerar os gringos que ainda estão na cidade. Amanhã, tudo volta ao normal. É uma pena", reclamou.

Ingressos falsos

Algumas ocorrências policiais foram registradas na região. Segundo o coordenador da operação na Savassi, tenente coronel Helbert, o alemão Hakim Hamed foi preso próximo à praça Diogo de Vasconcelos, com dois ingressos falsos para a partida desta terça-feira no Mineirão e uma grande quantia em dinheiro. "Com ele foram apreendidos R$ 10.700, $1.850  (dólares americanos) e C$ 1.700 (dólares canadenses). O alemão estava acompanhado por dois brasileiros, do estado de Goiás, que também foram conduzidos à delegacia", informou o oficial da PM.

Outras ocorrências de menor importância também foram registradas na região, como furtos de celulares e apreensão de uma arma branca (faca).

Durante o intervalo da partida, uma pequena confusão se formou na esquina das ruas Alagoas e Antônio de Albuquerque. De acordo com o bancário, José Augusto Flores, 45, um grupo de torcedores amarrou uma bandeira do Brasil em um poste, após o quinto gol da Alemanha. "Eles colocaram fogo na bandeira do Brasil e a polícia militar chegou em seguida. Um torcedor jogou uma garrafa em direção aos policiais, foi logo detido e levado na viatura da Polícia Militar", contou o bancário. Após a partida, milhares de torcedores continuaram a festa na Savassi, parecendo não se importarem com a vergonhosa derrota histórica do time brasileiro.

Leia tudo sobre: Savassiconfusãoingressos falsosprisãocopa do mundo