Sem ingresso, torcedor pega Move e vai à Pampulha sentir clima da Copa

O aposentado Toninho não poderá assistir duelo em loco, mas quer curtir sensação de Mundial no Brasil e praticar os muitos idiomas que fala

iG Minas Gerais | ANA PAULA PEDROSA |

Com apito na boca, Toninho conversou com outros torcedores no Move
Ana Paula Pedrosa/Webrepórter
Com apito na boca, Toninho conversou com outros torcedores no Move

Mesmo sem ingresso, o aposentado Antônio Passos Neto deu um jeito de viver o clima da Copa. Cinco horas antes do jogo entre Brasil x Alemanha ele saiu de casa e foi para a porta do hotel da seleção. "Buzinei, fotografei, vi o ônibus da seleção", contou.

Animado, ele deixou o hotel, foi para o centro da cidade, pegou o Move em direção ao Mineirão. "Vou lá me misturar com a torcida e sentir o clima", disse ele, que no jogo contra o Chile, nas oitavas de final, cumpriu o mesmo ritual.

Antônio, ou Toninho como é conhecido, só parava de apitar para conversar e fotografar os outros passageiros do ônibus. Até com um dos poucos alemães ele puxou papo. "Falei que gosto muito dos alemães e é uma pena que esse não é o jogo final", disse.

Ele está curtindo a Copa e a presença dos estrangeiros em Belo Horizonte. "Aproveitei que eu falo inglês, francês, italiano, latim e grego."

Leia tudo sobre: movemineirãocopa do mundoclimajogosemifinalbrasilalemanhaidiomas