Sem rivalidade: latino-americanos engrossam o grito de "Brasil"

Torcedores de várias partes da América Latina reforçam torcida brasileira no Mineirão

iG Minas Gerais | LEANDRO CABIDO |

Família veio junta ver a Copa e adotaram o Brasil para torcer
WEBREPÓRTER/LEANDRO CABIDO
Família veio junta ver a Copa e adotaram o Brasil para torcer

A febre amarela que toma conta do país a cada quatro anos ultrapassa as fronteiras do Brasil. Uma prova disso é que muitos estrangeiros, especialmente os latino-americanos, vieram especialmente para Belo Horizonte torcer pela seleção brasileira contra a Alemanha, nesta terça-feira, pelas semifinais da Copa do Mundo.

Mexicanos, colombianos – sim, até eles que foram eliminados na última fase por Scolari e sua trupe – e os nem classificados paraguaios estão na cidade para assistirem a mais um capítulo da história do esporte.

Para o empresário Eduardo López, de Assunção, no Paraguai, é a grande chance dele e de seus quatro filhos conhecerem e participarem de um evento tão grande como a Copa do Mundo e, claro, torcer pela país do futebol arte. "É uma oportunidade única para nós vir até aqui, para ver como é uma coisa tão grande como um Mundial. Viemos para cá só para torcer para o Brasil. Somos torcedores e grandes admiradores do futebol de vocês”, disse o paraguaio, que completou dizendo que o Brasil vencerá por 1 a 0, com gol de Fred. A mesma opinião têm os irmãos Thomaz e Sebastian Velasquez, que nasceram e moram em Medellín, na Colômbia. Mesmo torcedores fanáticos da equipe brasileira, eles não esconderam que queriam ver seu país em uma semifinal como esta em Belo Horizonte. Los Cafeteros perderam para a canarinho por 2 a 1 em Fortaleza e acabaram eliminados da Copa do Mundo. "Eu penso que o Brasil vai ganhar hoje como ganhou da Colômbia: com a pressão,  pelo público e pelo árbitro”, brincou Sebastian. "Eu concordo com o meu irmão, mas acho que a seleção não precisa de ganhar de ninguém com a ajuda dos juízes”, lembrou Thomáz, em tom mais sério.

Sobre o jogo do Mineirão, Sebastian acredita na força da América do Sul diante dos europeus. Seu sonho é ver uma final entre Brasil x Argentina no lendário Maracanã. “Eu gosto do Brasil, torço para a América do Sul. Viemos para cá para reforçar nosso apoio ao continente. Os europeus nunca ganharam um campeonato mundial na América do Sul e torço para que dê Brasil x Argentina na decisão no Maracanã”, encerrou.