Filho de Pelé é preso por lavagem de dinheiro em Santos

Decisão havia sido expedida em junho, mas o ex-goleiro do Santos respondia em liberdade e só foi apreendido por causa de um mandado de prisão preventiva

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-goleiro Edinho, filho de Pelé, foi preso na manhã desta terça-feira (8) após ter sido condenado a 33 anos de prisão. Ele foi considerado culpado pelos crimes de lavagem de dinheiro. A polícia acredita que o valor era proveniente do tráfico de drogas. A decisão havia sido expedida em junho, mas o ex-atleta do Santos respondia em liberdade e só foi apreendido por causa de um mandado de prisão preventiva.

De acordo com a Delegacia de Investigaçõe Gerais (DIG) de Santos, Edinho não apresentou resistência e se entregou aos policiais em sua casa, no litoral paulista. Ele foi encaminhado para uma cadeia na mesma cidade.

Comparsas de Edinho na ação criminosa também foram apreendidos, como Clóvis Ribeiro, conhecido como 'Nai', Maurício Louzada, o 'Soldado', Nicolau Aun, o 'Véio', e Ronaldo Duarte, o 'Naldinho'.

O grupo, desarticulado em 2005 durante a Operação Indra, atuava no tráfico de drogas em Santos e possuía ligação com o Comando Vermelho, no Rio de Janeiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave