“Brasil não vai ficar no prejuízo”

iG Minas Gerais |

Brasília. A presidente Dilma Rousseff (PT) justificou ontem os empréstimos para construção dos estádios para a Copa do Mundo e disse que o país não ficará no prejuízo.

“Primeiro, porque foi empréstimo bancário e será pago com os devidos juros. Segundo, porque os estádios nos permitiram receber a Copa das Copas e gerar, de acordo com a Fundação Getulio Vargas e a Ernst Young, 3,6 milhões de empregos. Terceiro, essas mesmas instituições afirmam que para cada R$ 1de investimento público na Copa, obtém-se R$ 3,4 de investimento privado”, disse, em conversa com internautas no Facebook.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave