Palco que revelou R9 pode marcar recorde absoluto de Klose

iG Minas Gerais |

Matador. Miroslav Klose está em sua quarta participação em Copas do Mundo e não quer deixar escapar a chance de se isolar como maior artilheiro da história da competição
evi Bianco/Brazil Photo Press/Folhapress – 21.6.2014
Matador. Miroslav Klose está em sua quarta participação em Copas do Mundo e não quer deixar escapar a chance de se isolar como maior artilheiro da história da competição

O sonho de um grande centroavante polonês naturalizado alemão significa a derrocada de um fenômeno brasileiro. Em breve, o planeta saberá se Miroslav Klose irá se tornar o maior goleador da história das Copas, deixando Ronaldo para trás, ou se o atacante brasuca ainda será detentor do título, mesmo dividindo com o rival.

O tempo de Klose está se esgotando. Ele tem, no máximo, duas partidas para ultrapassar R9 e alcançar, sozinho, o topo da artilharia dos Mundiais, já que esta será, provavelmente, a última Copa do jogador que hoje tem 36 anos. Cada um deles anotou 15 gols em edições do torneio. Nesta terça-feira, o camisa 11 deve ganhar mais uma chance de superar o carioca. E justamente no palco em que Ronaldo começou a dar indícios de que se tornaria um dos grandes gênios do esporte com a bola nos pés.

O duelo é deveras emblemático. Quis o destino que o objetivo de Klose perdurasse até o confronto no Mineirão, estádio em que um garoto franzino, arisco e de rara e invejável habilidade dava, na década de 90, seus primeiros passos rumo ao estrelato internacional.

Era no Gigante da Pampulha que Ronaldo dava show e fazia mágica. Com a camisa do Cruzeiro, ele arrancava sorrisos dos torcedores celestes e provocava pânico em muitos adversários entre os anos de 1993 e 1994. Mas os cruzeirenses não seriam os únicos a terem o privilégio de comemorar graças ao talento do prodígio. Nos anos seguintes, ele seria o pivô de festividades em todo o território brasileiro.

Por conta dos títulos, gols e jogadas mirabolantes, a torcida deve ajudar o Fenômeno a secar Klose na antológica partida. Afinal de contas, seria angustiante ver a Alemanha superar os comandados do técnico Felipão, ainda mais com um gol do camisa 11 germânico.

O mais provável é que o centroavante da Alemanha não comece jogando na semifinal do Mundial, o que aumenta ainda mais as chances de Ronaldo continuar como um dos recordistas em Copas. (TP)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave