Trabalho pode custar até R$ 10 milhões

iG Minas Gerais |

A demolição e a remoção do viaduto Batalha dos Guararapes não sairá por menos de R$ 4 milhões, segundo empresas especializadas ouvidas pela reportagem, e pode chegar a R$ 10 milhões pelo risco, a urgência e o grau de dificuldade. O cálculo não inclui o despejo do entulho em um bota-fora regularizado.

O diretor da empresa Solum – contratada pela construtora Cowan para fazer a demolição –, Josué Souza, não quis informar o preço cobrado. “Ainda não pensamos em valores. Diante da tragédia, estamos apenas atendendo a solicitação. Depois, vamos acertar com a empresa”.

Ele disse que se trata de um trabalho de grande porte, com maquinário específico, como a tesoura hidráulica, que corta ferro. Coordenador da Defesa Civil municipal, o coronel Alexandre Lucas garantiu que a Cowan é quem vai pagar a conta.

Duas outras empresas especializadas em demolição ouvidas ontem informaram que o grau de dificuldade e o risco do trabalho – por causa da segunda alça do viaduto logo ao lado – encarecem o serviço. Eles não quiseram estimar o preço a ser gasto com o despejo, mas disseram que essa etapa terá peso significativo no orçamento pelo grande volume de entulho. (LC)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave