Cai faturamento da indústria em maio

Expectativa é que em junho também haja queda por causa da Copa

iG Minas Gerais | da redação |

O faturamento real da indústria mineira caiu 0,61% em maio, na comparação com abril, na série dessazonalizada. Os dados são de pesquisa da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

Na análise sazonal, o faturamento cresceu 8,38%. A maior alta, de 40,02%, foi da indústria extrativa, devido ao aumento das exportações, principalmente para a China. O setor de produtos de metal registrou alta de 118,09%, com novos contratos fechados. Por outro lado, o setor de máquinas e materiais elétricos teve a maior queda de faturamento, de 7,38%, devido à base alta de comparação em abril, quando as vendas foram grandes para o Dia das Mães.

A taxa de emprego manteve estabilidade no mês, enquanto a massa salarial real registrou queda de 0,44%, na análise livre de efeitos sazonais. Já o nível de utilização da capacidade instalada subiu 0,93%.

No acumulado do ano, a maior queda de faturamento é no setor de veículos automotores que, segundo a economista da Assessoria Econômica da Fiemg, Erika Cristina Mendes Amaral, é motivo de preocupação. “As exportações diminuíram, assim como o consumo interno, por causa de questões econômicas delicadas, além de ser ano de eleições e Copa do Mundo”, diz.

Em junho, a expectativa é de queda nos resultados da indústria, devido à paralisação de atividades durante o Mundial. De acordo com Erika, o segundo semestre costuma ser melhor, por causa das datas comemorativas, mas o momento é de incertezas. “Os investimentos e o consumo estão em queda, porque as pessoas não sabem o que vai acontecer, então nós não esperamos grande recuperação”.

Trabalhadores

0,31%

foi o aumento do rendimento médio real em maio

1,41%

foi o aumento das horas trabalhadas na produção

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave