Grife americana cria numeração para 'supermagras' e gera polêmica

Em 2013, empresa excluiu medidas GG e XG e justificou afirmando que pretendia associar marca a “pessoas magras e bonitas”

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A obsessão pela magreza fez a grife americana Abercrombie & Fitch desenvolver uma numeração de roupa diferente: triplo zero. A nova medida foi criada para pessoas com cintura de 23 centímetros.

A marca afirmou que o objetivo inicial é atender a crianças de 6 a 8 anos. Porém, o produto está sendo oferecido para jovens nos Estados Unidos e na Europa e gerando polêmica.

Há algum tempo, o tamanho zero foi criado, também pela marca, para atender mulheres como Victoria Beckham. Na ocasião, a numeração gerou muita discussão em relação ao exemplo de magreza que a modelo e a marca poderiam passar para a população.       

Em 2013, a grife baniu as medidas GG e XG e justificou afirmando que pretendia associar a marca a “pessoas magras e bonitas”.

No Brasil, as medida das mulheres variam entre 36 e 48.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave