Bancos reduzem valor mínimo da TED para R$ 750

Diferença para o DOC é que valor cai na hora na conta

iG Minas Gerais |


Bancos reduzem valor mínimo do TED por terem demanda grande
CRISTIANO TRAD / OTEMPO 11/02/10
Bancos reduzem valor mínimo do TED por terem demanda grande

Brasíllia. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou ontem que os bancos reduziram o valor mínimo para a Transferência Eletrônica Disponível (TED). Antes, era possível realizar transferências, por meio dessa opção, somente de valores a partir de R$ 1.000. Agora, as operações são permitidas a partir de quantia de R$ 750.

A federação informou que o novo limite está disponível para facilitar a transferência de recursos, em um mesmo dia, entre bancos diferentes. “Com a TED, o cliente não precisa sacar em espécie para fazer a transferência. Basta acessar o Internet Banking ou outros canais eletrônicos de autoatendimento para efetuar a operação”, disse, por meio de nota, Walter Faria, diretor adjunto de operações da Febraban.

A principal diferença da TED está na compensação do crédito, o qual entra na conta do destinatário no mesmo dia em que a transferência é solicitada. Em outras formas de movimentação financeira, como o Documento de Crédito (DOC), é preciso aguardar pelo menos um dia para a conclusão da operação.

Para evitar que o atrativo da TED gere uma demanda em excesso e sobrecarregue os sistemas de pagamento e de compensação das transações financeiras, os bancos estabelecem um valor mínimo para realizar esse tipo de transferência. A TED surgiu em 2002 com um limite inicial de R$ 5 milhões, no entanto já no ano seguinte de seu lançamento houve a primeira redução do limite, para R$ 5.000.

De acordo com pesquisa Febraban, hoje mais de 47% de todas as transações bancárias (40,2 bilhões) já são realizadas pelo internet banking e pelo aplicativo do banco no celular. Essa evolução só foi possível graças aos investimentos dos bancos, na ordem de R$ 20,6 bilhões, em tecnologia da informação. As tarifas cobradas para a realização de TED variam de banco para banco, conforme a política comercial de cada um. Tarifa TED/DOC

Atendimento pessoal (R$): Bradesco: 13,55 Banco do Brasil: 14,00 Santander: 14,40 Caixa: 12,85   Autoatendimento ou pela internet (R$): Bradesco: 7,35 Banco do Brasil: 7,80 Santander: 7,90 Caixa: 6,50   * Obs: dos principais bancos, o Itaú não informa a tarifa no site da Febraban Evolução do limite mínimo para o TED:   2002: R$ 5 milhões 2003: R$ 5.000  2010: R$ 3.000 2012: R$ 2.000 2013: R$ 1.000 2014: R$ 750

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave