Excesso de faltas em Brasil e Colômbia deixou técnico alemão assustado

Técnico alemão teme pela integridade física dos atletas e torce para que rigidez seja colocada em prática no jogo contra o Brasil

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Joachim Löw deixou claro que a seleção alemã também está pronto para enfrentar o clima de Salvador
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Joachim Löw deixou claro que a seleção alemã também está pronto para enfrentar o clima de Salvador

Apesar da serenidade presente em suas palavras, o técnico da Alemanha, Joachim Löw mostrou ter ficado bastante incomodado com o número excessivo de faltas que aconteceram no jogo entre Brasil e Colômbia, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Ele espera que tal situação não se repita, nesta terça-feira, às 17h, quando Brasil e Alemanha se enfrentarem pelas semifinais do Mundial. O comando da partida será do mexicano Marco Rodriguez.

“Aquilo não foi um jogo e sim uma luta. Não foi algo com um ritmo normal, indo muito além da contusão do Neymar. Tivemos apenas 38 minutos de bola rolando. Aconteceram muitas faltas violentas, com jogadores fazendo interrupções de jogadas com uma energia fora do comum. Espero que o árbitro possa agir no sentido de coibir estas atitudes”, comenta o alemão. Löw teme que, caso o excesso de faltas seja permitido, os Mundiais percam boa parte de seus talentosos jogadores, que ajudam a abrilhantar a competição. “Daqui a pouco, não teremos mais Messi ou Neymar e sim atletas com o intuito, unicamente, de destruir.  Neste jogo entre Brasil e Colômbia, os limites foram ultrapassados. Tenho certeza de que a torcida não gosta deste tipo de jogo”, orienta. O alemão mostrou, ainda, preocupação, com a integridade física dos jogadores. “Vi muitos carrinhos por trás e entradas perigosas. É preciso proteger os atletas, todos envolvidos diretamente no esporte devem ter este dever. Quantidade excessiva de faltas nunca é bom”, completa.

O treinador aproveitou para sugerir que as advertências que forem dadas sejam explicadas aos jogadores, para que estes possam ficar cientes do real motivo do cartão que estarão recebendo.