Sem reserva, delegação holandesa é obrigada a deixar hotel no Rio

Explicação é de que os quartos estariam reservados para convidados da Fifa e patrocinadores da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Apesar da estreia avassaladora, holandeses mantêm os pés no chão para duelo com australianos
TWITTER HOLANDA/ DIVULGAÇÃO
Apesar da estreia avassaladora, holandeses mantêm os pés no chão para duelo com australianos

A delegação da Holanda passou por um momento complicado nesta segunda-feira, depois que os jogadores e a comissão técnica se viram obrigados a deixar o hotel onde estava concentrada em Ipanema, no Rio de Janeiro. A explicação é de que  os quartos estariam reservados para convidados da Fifa e patrocinadores da Copa do Mundo e, por isso, os holandeses não conseguiram prolongar sua estadia.

A informação foi divulgada pelo jornal holandês “Volkskrant”, mas a Fifa negou que esse seja o motivo da troca de acomodação por parte dos holandeses. Segundo a chefe do departamento de comunicação da entidade, Delia Fischer, a mudança de hospedagem já estava programada mesmo antes do início do Mundial.

“É obrigatório ficar na base programada até a fase de grupos. A partir daí, é opção de cada delegação. O 'base camp' é reservado por cada associação. Eles podem reservar e resolver quando encerrar o contrato com o respectivo hotel, à medida que começam a jogar em outras sedes. A seleção holandesa reservou até 7 de julho”, explicou Delia Fischer em entrevista à imprensa.

A mesma situação já havia acontecido na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Após eliminar o Brasil na fase de quartas de final, a Holanda ficou sem ter onde ficar. Na ocasião, com hotel lotado, os holandeses tiveram que procurar outro abrigo em Joanesburgo. A Holanda enfrenta a Argentina na Arena Corinthians, em São Paulo.