Fifa diz que já entregou à polícia telefones dos seus funcionários

Relatório foi solicitado para identificar o membro da entidade que estaria em contato com líder da quadrilha de venda de ingressos, Lamine Fofana

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

A Fifa anunciou nesta segunda-feira (7) que já entregou a polícia brasileira a relação com os números de telefones de todos os seus dirigentes, funcionários e colaboradores que estão no Brasil para a Copa do Mundo.

O relatório havia sido solicitado para ajuda na identificação de quem é o elo entre a instituição e o franco-argelino Mohamadou Lamine Fofana, preso na semana passada e acusado de liderar uma quadrilha de venda ilegal de ingressos para a competição.

"Ressaltamos que sempre colaboramos com a polícia e que queremos que todos os os responsáveis sejam punidos", disse a porta-voz da Fifa, Delia Fischer.

Reportagem exibida no domingo (6) pelo "Fantástico", da Rede Globo, mostrou que o celular apreendido com Fofana tinha registrado em sua memória ao menos 900 ligações para um telefone oficial da Fifa no Brasil desde que o torneio começou.

A informação reforça a suspeita da Polícia Civil do Rio de que há entre os envolvidos na quadrilha de cambistas algum funcionário da entidade.

Segundo o programa, a entidade ainda não havia entregue a lista dos números solicitados pela polícia.

Leia tudo sobre: FofanaCopa do MundoFifaingressosMáfiafuteboltelefone