Árbitro brasileiro é candidato a apitar final da Copa do Mundo

Mineiro Sandro Meira Ricci pode ser escalado caso a seleção canarinho não esteja na decisão

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

 A Fifa anunciou nesta segunda-feira (7) a relação de 15 árbitros que podem ser utilizados nos quatro jogos finais da Copa do Mundo. O brasileiro Sandro Meira Ricci está na lista e, caso o Brasil não se classifique para a decisão, é candidato a apitar a final do Mundial.

A lista conta com o mexicano Marco Antonio Rodríguez, já escalado para a semifinal entre Brasil e Alemanha, que será realizada nesta terça-feira (8), em Belo Horizonte. Com isso, restam 14 nomes para três partidas.

Sandro Meira Ricci tem chances de se tornar o terceiro árbitro brasileiro a dirigir uma final de Mundial. Arnaldo César Coelho foi o primeiro não europeu a dirigir uma decisão, em 1982. Na ocasião, a Itália ganhou da Alemanha por 3 a 1, em Madri.

Quatro anos mais tarde foi a vez de Romualdo Arppi Filho. Ele foi o árbitro da vitória de 3 a 2 da Argentina sobre a Alemanha, na Cidade do México.

Na relação segue o inglês Howard Webb, que dirigiu a final de 2010, e o uzbeque Ravshan Irmatov, recordista em número de jogos de Copa, com nove. Outro que permanece é o japonês Yuichi Nishimura, escalado para o jogo de abertura. Na oportunidade, apitou um pênalti inexistente na vitória do Brasil sobre a Croácia por 3 a 1.

VEJA AOS ÁRBITROS QUE PERMANECEM NA COPA

Carlos Vellasco (Espanha) Carlos Vera (Equador) Cüneyt Çakir (Turquia) Djamel Haimoudi (Argélia) Enrique Osses (Chile) Howard Webb (Inglaterra) Jonas Eriksson (Suécia) Marco Antonio Rodríguez (México) Mark Geiger (Estados Unidos) Nicola Rizzoli (Itália) Noumandiez Doue (Costa do Marfim) Pedro Proença (Portugal) Ravshan Irmatov (Uzbequistão) Sandro Meira Ricci (Brasil) Yuichi Nishimura (Japão)

Leia tudo sobre: árbitrosandro meira ricciapitofinalcopa do mundo