Apostar no puxador é tática

Na eleição proporcional, o candidato que obtém muitos votos elege a si próprio e mais algum

iG Minas Gerais | Flávia Carneiro |

Dinis Pinheiro foi puxador de voto do PSDB na a eleição proporcional de 2010
DENILTON DIAS / O TEMPO
Dinis Pinheiro foi puxador de voto do PSDB na a eleição proporcional de 2010

A maioria dos partidos mineiros evita revelar as estratégias de campanha, mas admite a importância dos puxadores de votos. Eles são candidatos que conseguem sua própria vaga e transferem o excedente para as suas legendas, ajudando a eleger outros menos votados.  

Parlamentares veteranos, ex-prefeitos , artistas, jogadores de futebol e apresentadores de TV são verdadeiras vedetes dos partidos políticos, já que usam de sua popularidade para conquistar votos e aumentar o número de cadeiras na Câmara dos Deputados e Assembleias Legislativas.

O deputado Marcus Pestana, presidente estadual do PSDB, informou que o partido aposta na reeleição de seus seis deputados federais mais bem votados no ano de 2010 e nos detentores de mandato na Assembleia de Minas. “Nosso objetivo não é o crescimento das bancadas, hoje formada por seis deputados federais e 14 estaduais, pois o PSDB lidera uma ampla coligação e precisamos ser cuidadosos com os partidos aliados”, destacou.

Pestana lembrou que o PSDB perdeu o deputado Dinis Pinheiro, que filiou-se ao Partido Progressista (PP) e foi o campeão de votos do partido na última eleição para o Legislativo mineiro. Por outro lado, “apostamos que os candidatos à Câmara Federal Caio Narcio, filho do deputado federal Narcio Rodrigues, e o ex-jogador de vôlei e medalhista olímpico Giovane Gávio irão atrair milhares de votos para o PSDB neste ano”, disse.

O PT não quer revelar oficialmente quem são os candidatos mais cotados como puxadores de votos da legenda. Mas pré-candidatos do PT já fazem suas apostas sobre quem serão os campeões de votos.

A ex-prefeita de Contagem Marília Campos (PT) vai disputar uma vaga de deputada estadual e é considerada, por colegas, como uma puxadora de votos. Quando foi reeleita prefeita de Contagem, em 2008, conquistou mais de 174 mil votos. Segundo Marília Campos, sua campanha estará concentrada nas cidades da região metropolitana de Belo Horizonte. “Vou sair às ruas ao estilo sindicalista: visitando casas, escolas, discutindo os problemas do cidadão metropolitano”, disse.

Marília Campos acredita que os deputados estaduais do PT que irão tentar a reeleição serão os mais bem votados do partido na Assembleia. Já na Câmara Federal, ela aposta no ex-prefeito e ex-ministro Patrus Ananias. A bancada do PT é formada por nove deputados federais e 11 estaduais.

Estratégia

Segredo. O presidente estadual do PMDB, Antônio Andrade, candidato a vice na chapa do PT ao governo de Minas, evitou falar em nomes que podem ser puxadores de votos do partido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave