Pimentel quer drones para a polícia

Em primeiro ato oficial de campanha, petista ressalta que seu adversário estava afastado do Estado

iG Minas Gerais | Flávia Carneiro |

Conversa. Fernando Pimentel andou pelo aglomerado da Serra e conversou com a população
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Conversa. Fernando Pimentel andou pelo aglomerado da Serra e conversou com a população

O candidato do PT ao governo de Minas, Fernando Pimentel, deu o pontapé inicial de sua campanha, nesse domingo, no aglomerado da Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ele visitou casas, percorreu o comércio local e deu uma entrevista à Rádio Favela.  

Pimentel disse que sua presença na região mostra qual será o tom da campanha ao Palácio Tiradentes: “focada na população mais carente”. O candidato explicou a escolha do local, lembrando sua administração. “Sou sempre bem recebido nessa região, que sofreu importantes intervenções sociais”, se referindo ao Programa Vila Viva. Considerado o maior programa de urbanização de vilas da capital mineira, o Vila Viva foi uma das marcas da gestão de Fernando Pimentel frente à Prefeitura de Belo Horizonte.

Durante a visita, Pimentel estava acompanhado do seu candidato a vice, Antônio Andrade (PMDB), de vários deputados além do ex-ministro e candidato a deputado federal, Patrus Ananias (PT).

O candidato petista afirmou que o ex-presidente Lula se comprometeu a visitar Minas “pelo menos uma vez por mês” para participar de sua campanha. Ele disse ainda que a segurança pública é, atualmente, a principal preocupação das famílias mineiras, e que, se for eleito, vai recuperar os salários dos policiais civis e militares. “Vamos reformar as unidades de polícia do Estado. Não só fazer uma maquiagem nos imóveis, mas equipar as corporações com a aquisição de equipamentos mais modernos, como drones”, disse Pimentel.

Questionado sobre a declaração de bens entregue recentemente à Justiça Eleitoral pelo adversário Pimenta da Veiga (PSDB), que lista apenas patrimônio no Estado de Goiás, Pimentel disse que o documento prova que o candidato tucano, por opção, ficou muitos anos fora de Minas Gerais e só voltou, agora, para pedir voto.

“Eu acho que é um retrato da trajetória dele. Ele foi embora de Minas Gerais. Chegou de volta há pouco tempo e pretende o voto dos mineiros para governador. Vamos esperar que os mineiros façam a escolha deles. Ele (Pimenta da Veiga) tem todo o direito, é democrático, mas a declaração de bens registra essa trajetória fora do Estado de Minas”, afirmou Pimentel.

Durante entrevista concedida à Radio Favela, o candidato petista fez elogios à política econômica da presidente Dilma Roussff (PT), dizendo que os problemas hoje do Brasil são consequência do crescimento da renda da população.

Ele elogiou a atuação do seu candidato a vice, o peemedebista Antônio Andrade, quando estava à frente do Ministério da Agricultura. “O Toninho (Andrade) criou mecanismos para a exportação do queijo artesanal de Minas.

Segurança

Drones. Qualquer tipo de aeronave que não necessita de pilotos embarcados para ser guiada. São controlados à distância.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave