Para autor, todos pagam a mais com preço igual

iG Minas Gerais | Juliana Gontijo |

Todos os consumidores pagam a mais com o preço igual para dinheiro e cartão de crédito, segundo o deputado Guilherme Campos (PSD-SP), autor do Projeto de Decreto Legislativo 1476, que prevê diferenciação no valor cobrado de acordo com a modalidade de pagamento.  

No texto, ele defende que a obrigatoriedade de oferecer produtos a um único preço tem um lado perverso, já que o preço cobrado tem que embutir o custo financeiro das vendas pagas pelo cartão de crédito, sob pena de inviabilizar a continuidade dos negócios. E dessa forma, o acréscimo é cobrado de todos os consumidores independente do meio de pagamento. “Porém, aqueles que compram com cartão de crédito recebem estímulos das operadoras, em geral, por meio dos planos de milhagem, e assim se ressarcem de parte desse custo. Já aqueles que prefiram ou não tenham acesso a cartões de crédito tornam-se obrigados a pagar o mesmo sobrepreço, sem que, entretanto, vantagem alguma lhe seja dada”, diz trecho do projeto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave