Djokovic bate Federer e adia recorde de suíço

Federer tentava se tornar o maior vencedor de Grand Slams da história

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Número 1 do mundo estreou com vitória no Grand Slam inglês
Wimbledon/Divulgação
Número 1 do mundo estreou com vitória no Grand Slam inglês

 O sérvio Novak Djokovic venceu o suíço Roger Federer por 3 sets a 2 (6/7 (7), 6/4, 7/6 (4), 5/7 e 6/4) na final de Wimbledon, terceiro grand slam do ano. Djokovic precisou de 3 horas e 56 minutos para conquistar seu quarto título no ano. Os três primeiros foram os masters de Roma, Miami e Indian Wells. O sérvio também evitou que Federer vencesse pela oitava vez o torneio, o que o sagraria como o maior campeão de Wimbledon. Agora, Djokovic reassume a primeira posição no ranking da ATP, lugar que foi lhe tomado por Rafael Nadal no ano passado. Já Federer irá assumir a terceira posição, ao ultrapassar o compatriota Stanislas Wawrinka. O JOGO A partida começou difícil para Djokovic. Sem quebras, o primeiro set foi ao tiebreak e, nele, Federer mostrou porque é conhecido como o "Rei da Grama" e conseguiu salvar dois set points, fechando em 9 a 7. No segundo, o sérvio veio disposto a ser o número 1 do mundo novamente. Com uma quebra no terceiro game, conseguiu administrar bem o placar e fechar a parcial em 6 a 4. No set seguinte, Federer novamente veio com força. Sacando bem, conseguiu salvar as duas chances de quebra que Djokovic teve e levou o set ao tiebreak. Porém, mais confiante, o sérvio precisou de apenas um set point para fechar em 7 a 4. No quarto set, o sérvio teve a chance de fechar a partida em 3 a 1, após quebrar o saque de Federer nos quarto e sexto games. Mas o suíço conseguiu três quebras em sequência. No entanto, a sobrevida de Federer não foi suficiente. Djokovic, no décimo game, quebrou o saque do suíço para faturar seu segundo título no principal torneio disputado sobre a grama.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave