BH tenta retomar clima de festa após tragédia

iG Minas Gerais | Ana Paula Marques |

Shows ontem na Gameleira não mobilizaram o mesmo público dos outros dias na Fan Fest de Belo Horizonte, mas, ainda assim, muita gente se animou a curtir as atrações musicais
UARLEN VALERIO/ O TEMPO
Shows ontem na Gameleira não mobilizaram o mesmo público dos outros dias na Fan Fest de Belo Horizonte, mas, ainda assim, muita gente se animou a curtir as atrações musicais

Bandeiras a meio mastro, público abaixo do registrado nos últimos dias e torcedores brasileiros preocupados. Esse foi o clima no Expominas, no bairro Gameleira, na região Oeste de Belo Horizonte, durante a realização da Fifa Fan Fest nesse sábado. O público, democrático, ainda parecia atordoado pelos acontecimentos dos últimos dias. A queda de um viaduto na avenida Pedro I, que provocou a morte de duas pessoas, entristeceu os belo-horizontinos. Além do acidente, a lesão que tirou o atacante Neymar da Copa também era assunto comentado nesse sábado na Fan Fest.

“O belo-horizontino ainda está em choque. É difícil festejar depois de uma tragédia, mas a Coopa é um evento único. Não podemos desperdiçar a oportunidade”, avalia o vendedor Rafael Toledo, 25. “Não sei como vai ser sem Neymar em campo, mas ainda somos favoritos. O hexa não pode escapar de novo”, preocupava-se a estudante Flávia Monteiro, 26.

Em frente aos telões espalhados por todo o espaço, cruzeirenses e atleticanos esqueciam a rivalidade. Flamenguistas e corintianos se abraçavam, e uma legião de torcedores dos mais variados clubes europeus desfilava pelo Expominas.

Em meio à festa, a pequena Thayla, de apenas 1 ano, se divertia com os pais Mari e Welton Paixão Siqueira, de Barbacena. “Não sei nem quem vai jogar hoje. Só vim pela festa, que está muito organizada e segura. É o lugar ideal para vir com a família. Já estou planejando voltar para a final”, afirmou Welton.

O público vibrava com as aparições nos telões e com a belo-horizontina Fernanda Keulla, campeã do Big Brother Brasil 13, que apresentou o evento. Jovens descamisados xavecavam grupos inteiros de garotas em busca de um beijo. Famílias inteiras esperavam pelo show da cantora Paula Fernandes, e casais apaixonados aproveitavam a festa para trocar longos beijos.

Mas não eram só os brasileiros que curtiam a festa nesse sábado. O belga Eli Bogaerts, ainda frustrado pela derrota de sua seleção para a Argentina, declarava torcida pelo Brasil, enquanto os turistas italianos Caio Poccheschi, 20, e Glaucius Ragel, 35, estavam surpresos com o tamanho da Fan Fest. Há três semanas no Brasil, eles esperavam um ambiente muito diferente. “Já passamos por São Paulo, Manaus e Recife. A festa toda está muito boa, bem organizada e com muita segurança”, contou Glaucius. Caio, por sua vez, foi categórico: “O povo brasileiro é especial”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave