Surpresa, Costa Rica sai de cabeça erguida e entra para história

Treinador Jorge Luiz Pinto ressaltou a alegria e sentimento de gratidão por tudo que viveu nesta Copa do Mundo

iG Minas Gerais | Thiago Nogueira |

Associated Press
undefined

Salvador. A Costa Rica deixa a competição de cabeça erguida, com sua melhor participação na história. Mesmo triste com a eliminação diante da Holanda nas quartas de final, neste sábado, depois da cobrança de penalidades, o técnico Jorge Luis Pinto exaltou o grupo. “Estou muito feliz, muito agradecido com o meu país (ele é natural da Colômbia), com a Costa Rica. Meu sonho é retornar”, disse o treinador, já pensando em objetivos maiores dentro do futebol costa-riquenhos. Em cinco jogos na competição, a Costa Rica sofreu apenas dois gols, algo a ser comemorado. “Levamos apenas dois gols. Não é só a defesa, é toda a equipe”, avaliou.

Leia tudo sobre: Copa do Mundoseleçãocosta ricafutebol