Lee acerta rescisão, fecha com portugueses e deixa mensagem à torcida

Terceiro goleiro do Galo teve pedido concedido pela diretoria, que o liberou para atuar no Académica de Coimbra, de Portugal

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Lee quer agarrar a chance e mostrar seu potencial no Galo
BRUNO CANTIINI/ATLÉTICO
Lee quer agarrar a chance e mostrar seu potencial no Galo

Sem chances no Atlético, o goleiro Lee pediu, a diretoria aceitou e ele acertou, amigavelmente, a sua rescisão de contrato com o clube. Apesar de ter ficado por três anos no Galo, o arqueiro era o terceiro goleiro e teve pouquíssimas oportunidades de entrar em campo. Ele atuou apenas em três jogos.

Com a falta de espaço na equipe, o arqueiro acabou emprestado ao Boa Esporte, em 2012. Lee, antes de ser contratado pelo alvinegro, ficou famoso por defender um pênalti de cavadinha de Neymar, na final da Copa do Brasil de 2010, quando atuava pelo Vitória.

Via assessoria de imprensa, o arqueiro escreveu uma mensagem de agradecimento aos torcedores do Atlético e confirmou sua transferência para a Académica de Coimbra, de Portugal, onde ficará por dois anos.

Confira a carta de agradecimento do goleiro Lee

Olá galera atleticana!

Bom, antes de mais nada, gostaria de agradecer à vocês pelo carinho que demonstraram por mim nestes três anos e meio de Galo. Não esquecerei jamais os momentos de felicidades, e os tristes também, neste período. Cresci como profissional e, principalmente, como ser humano. Estar aqui foi um aprendizado diário e uma emoção indescritível.

Apesar de ter atuado pouco – somente entrei em campo com a gloriosa camisa alvinegra em 2014 –, senti de perto, em diversas oportunidades, a força do torcedor atleticano. Poucos atletas terão a oportunidade que tive. Só que agora tenho que seguir meu caminho.

Aceitei o desafio de atuar no futebol português, mais precisamente no Académica de Coimbra. O projeto do clube me estimulou a sonhar com um caminho de sucesso na Europa, em uma oportunidade que não aparece toda hora.

Não deixarei de lembrar, contudo, dos dois títulos mineiros e da tão sonhada Taça Libertadores da América. Sem a energia de vocês, torcedores, nenhuma dessas conquistas seriam possíveis. Esse clube, sem dúvida, continuará sendo um dos maiores do mundo sempre.

Deixo aqui um abraço especial aos meus companheiros de elenco, que sempre que apoiaram muito. Todos acreditaram – e tenho certeza que continuarão acreditando – em meu potencial. Aos meus colegas de posição, Victor e Giovanni, além do jovem e talentoso Uilson, guardarei cada momento com vocês para sempre. A convivência foi fantástica.

Aos dirigentes e funcionários, que fazem o Galo ser esse clube tão grande como é, meus sinceros agradecimentos. A paciência de vocês e a forma como me trataram, sempre com muito respeito e carinho, ficará em minha lembrança.

Estarei um pouco mais distante a partir de agora, mas não deixarei de seguir o Galo, que me proporcionou momentos inesquecíveis.

Valeu por tudo!

Um grande abraço,

Lee

Leia tudo sobre: AtleticoGaloleerescisaodespedidatransferenciaAcademica de Coimbraportugal