'Estamos perto de algo muito grande', diz Messi

Craque da Argentina sonha em alcançar o terceiro título mundial de sua seleção após 28 anos de jejum

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Messi tem sido decisivo, enquanto di María é o coadjuvante perfeito
douglas magno
Messi tem sido decisivo, enquanto di María é o coadjuvante perfeito

Há quatro anos, após as quartas de final da Copa do Mundo, Lionel Messi dava explicações para o fracasso. A Argentina havia sido, mais uma vez, eliminada antes da semifinal. Neste sábado (5), com sorriso nos lábios, ele falava sobre a vitória por 1 a 0 sobre a Bélgica que colocou a seleção entre as quatro melhores. "Estamos perto de algo muito grande. Cumprimos o primeiro objetivo de chegar entre os quatro. Oxalá que cheguemos ainda mais longe", disse o camisa 10. Apesar de não ter decidido a partida (o gol da vitória foi de Higuaín), ele teve momentos de brilho. Perdeu uma grande chance para fazer o segundo, nos acréscimos. Mas não conseguiu superar o goleiro Courtois. "Foi nossa melhor partida. Eles não criaram situações claras para marcar. Não sofremos em campo. Não criamos tantas chances, mas fomos equilibrados", completa. Antes do torneio no Brasil, Messi havia disputado duas Copas do Mundo. Em 2006 e 2010, fez parte de seleções argentinas eliminadas nas quartas de final. "Foi emocionante no apito final. É uma alegria imensa dar esta felicidade ao povo argentino. Seguiremos lutando por esse sonho. A Argentina há tanto tempo não conseguia isso", finaliza.

Leia tudo sobre: Copa do Mundoseleção argentinamessifinal