PT registra candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição

O limite de gastos da campanha será de R$ 298 milhões

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Antonio Cruz/Agência Brasil
undefined

BRASÍLIA, DF - A campanha do PT à presidência da República registrou neste sábado (5) a candidatura de Dilma Rousseff à reeleição.

Advogados e coordenadores petistas protocolaram a chapa Dilma-Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A coligação de partidos se chamará "Com a Força do Povo", e o limite de gastos da campanha será de R$ 298 milhões, como mostrou reportagem da Folha de S.Paulo neste sábado. A cifra é superior aos R$ 170 milhões executados em 2010.

"Estamos racionalizando gastos e despesas e talvez nem cumpramos esse teto", afirmou Edinho Silva, tesoureiro da campanha.

Segundo ele, com correção inflacionária, o valor projetado não é alto em comparação com o gasto em 2010.

Silva disse não acreditar em dificuldades para arrecadar recursos.

A partir de agora, Dilma é oficialmente candidata à reeleição, e não mais pré-candidata.

As diretrizes do programa de governo também foram registradas no TSE sob o nome de "Mais Mudanças, Mais Futuro".

Os tucanos também devem registrar a candidatura de Aécio Neves no TSE na tarde deste sábado, prazo final estipulado pela Justiça Eleitoral.

Até sexta-feira (4), oito candidatos registraram suas candidaturas à corrida presidencial, entre eles o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB).

O teto de gastos da campanha à sucessão de Dilma Rousseff pode chegar a um valor de quase R$ 1 bilhão, considerando os pedidos de registro de candidatura entregues à Justiça Eleitoral.

Leia tudo sobre: Dilma RousseffreeileçãoPT