Mata-mata torna Brasil a equipe mais faltosa da Copa

Segundo dados de pesquisa, o Brasil tornou-se a equipe mais faltosa do Mundial

iG Minas Gerais | Da Redação |

A classificação da seleção brasileira tanto nas oitavas de final quanto nas quartas da Copa do Mundo foram marcadas por muita emoção, gols e defesas. E também por muitas faltas.

No jogo desta sexta-feira (4) contra a Colômbia, em que venceu por 2 a 1 e avançou às semifinais, o time brasileiro tornou-se a equipe mais faltosa do Mundial, como mostra os dados do Datafolha.

Porém, mesmo na partida em que cometeu mais infrações, a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari é quem se deu pior: viu seu artilheiro no torneio, o atacante Neymar, ficar fora da Copa-2014 após sofrer uma falta do colombiano Zuñiga e fraturar uma vértebra.

Ao cometer 31 infrações no confronto em Fortaleza, sendo que uma resultou no segundo cartão amarelo e na consequente suspensão do zagueiro Thiago Silva da partida contra a Alemanha, na próxima terça (8), o Brasil chegou a marca de 96 faltas nos cinco jogos que disputou até agora na competição, a maior quantidade entre todas as 32 seleções.

Com isso, a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari subiu da média de 12,7 faltas por jogo que tinha na fase de grupos para 19,2 infrações a cada partida que fez na etapa eliminatória da competição.

Em média, porém, a seleção brasileira é superada pela Costa Rica, que comete 20,5 faltas a cada 90 minutos e que ainda jogará contra a Holanda neste sábado (5), pelas quartas.

O volante Fernandinho, que entrou no segundo tempo no duelo contra Camarões (3ª rodada), e disputou os confrontos diante de Chile (oitavas) e Colômbia (quartas), comete 4,3 faltas por jogo, a maior média individual de todo o elenco nacional.

Luiz Gustavo, que não atuou na partida contra os colombianos porque cumpriu suspensão pelo segundo cartão amarelo, faz a segunda maior quantidade de infrações por encontro: são 3,0.

Próximo adversário do Brasil na Copa, a Alemanha comete muito menos faltas na competição. Com 56 no total, o time alemão tem média de 11,2 infrações por jogo.

JOGO MAIS FALTOSO O jogo entre as duas seleções sul-americanas também foi a partida mais faltosa da Copa-2014. Somando as 23 faltas cometidas pela Colômbia, o jogo no estádio Castelão teve 54 infrações no total anotadas pelo árbitro espanhol Carlos Velasco Carballo, a maior quantidade entre os confrontos do torneio.

Já o duelo no qual o Brasil superou o Chile nos pênaltis é o segundo jogo com mais faltas marcadas. Naquela ocasião, foram 50, sendo 27 da equipe brasileira e 23 dos chilenos.

Com 47 faltas, a partida entre Argentina e Suíça foi a terceira mais faltosa, enquanto Austrália x Holanda registrou 42 e também ficou entre os duelos mais violentos.

Confira as seleções mais faltosas da Copa Brasil - 96 faltas em cinco jogos Colômbia - 89 faltas em cinco jogos Costa Rica - 82 faltas em quatro jogos Holanda - 74 faltas em quatro jogos Uruguai - 74 faltas em quatro jogos Bélgica - 73 faltas em quatro jogos Argélia - 70 faltas em quatro jogos

Leia tudo sobre: mata-mataseleção brasileiracampeãfaltas