Jazz mineiro é vitrine na Funarte

iG Minas Gerais | João Paulo Costa |

Um dos principais expoentes da música mineira, Juarez Moreira toca na 6ª
Jazz das Gerais/ Divulgação
Um dos principais expoentes da música mineira, Juarez Moreira toca na 6ª
Tido por crítica e público como uma das lendas do jazz, Louis Armstrong (1901-1971) certa vez afirmou que “o jazz não é um o quê; o jazz é um como”. E esse “como”, feito de pegada mineira, poderá ser apreciado pelo público belo-horizontino na mostra “Jazz das Gerais”.   O evento, com entrada franca, acontecerá na Funarte MG e trará os principais expoentes do jazz mineiro e, ainda, as novas gerações. “Esse projeto vem da percepção de que a música instrumental mineira está sempre atrelada a alguma designação genérica. E, geralmente, as pessoas não conseguem definir e acabam tocando um acorde e dizendo: ‘entendeu?’. Ou seja, elas reconhecem quando algo soa mineiro, mas não conseguem marcar uma presença definida. Assim, resolvemos divulgar essa música como um gênero específico, mostrando que existem não uma, mas diversas ‘músicas instrumentais brasileiras’ e que, entre elas, a música mineira merece ser reconhecida”, conta Carlos Dalla, coordenador artístico do projeto.   A primeira apresentação será da Misturada Orquestra. O grupo, coordenado por Mauro Rodrigues, tem uma formação variada com flautas, trombone, trompete e saxofones a outros menos comuns em uma orquestra, como violões, guitarras e bateria. “Gravamos no ano passado o ‘Misturada’ e pretendemos tocar as composições gravadas e trazer novos arranjos aproveitando nossa diversidade de instrumentistas”, diz.   O violonista Juarez Moreira também estará no “Jazz das Gerais”. “Fiz parte de uma geração que escolheu fazer música a partir daqui, com todas as suas particularidades. E a cidade, por ser um celeiro de grandes músicos instrumentais, sempre dialogou bem com o jazz e com outros ritmos”, afirma Moreira.   Já na sexta (11), Clóvis Aguiar se apresenta. De acordo ele, o “Jazz das Gerais” será uma boa oportunidade para apresentar sua nova composição, “Crepúsculo”.   Programe-se    Terça (8) Misturada Orquestra Quarta (9) Dibigode Quinta (10) Juarez Moreira (solo) + Hugo Guedes Trio Sexta (11) Clóvis Aguiar Trio (com Esdras “Neném” Ferreira) Sábado (12)  João Antunes Grupo   Jazz das Gerais   Funarte MG (rua Januária, 68, bairro Floresta). De terça (8) a sábado (12), sempre às 20h. Entrada franca. Os ingressos poderão ser retirados nas lojas Serenata ou no dia do evento, na Funarte MG.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave