Ode à força dos mineiros

iG Minas Gerais | João Paulo Costa |

Fernando Kavera faz 1ª audição pública de duas sinfonias
Wanderley Martins/divulgação
Fernando Kavera faz 1ª audição pública de duas sinfonias
Além de escritor, roteirista e engenheiro civil, Fernando Kavera é multi-instrumentista. Compõe, arranja, produz, mixa e toca os instrumentos na maioria de seus trabalhos. Apaixonado por Minas Gerais, esse músico polivalente celebra essa identidade eminentemente mineira na próxima quarta (9), com a primeira audição pública de duas sinfonias – “Minas Gerais” e “Cordisburgo” –, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). “Passei uma temporada no Norte de Minas e pude perceber o quão difícil é a vida das pessoas por lá. É outra realidade e o que vivenciei naquela região me inspirou. O meu último trabalho ‘Prelúdios, Sonatas e Serenatas para violão’ repercutiu bem no meio acadêmico e musical e, nesse novo trabalho, tentei escapar um pouco de fazer música para músicos. Foi uma tentativa de criar uma peça erudita com apelo popular e acho que consegui, pois os temas são de fácil assimilação”, conta.   Concerto   A audição das sinfonias de Kavera terão a regência do maestro norte-americano Mark Lambert e contará com o acompanhamento da Orquestra Sinfônica Musicoop. Além disso, no terceiro movimento da sinfonia “Minas Gerais”, o espetáculo contará com a participação do Coro Madrigale e do ator e diretor Rogério Falabella, que recita harmonicamente à composição um poema de Kavera chamado “Ode ao Sertão”, em versos que mimetizam as dores e delícias de ser mineiro. “Há um certo ineditismo nessa composição, pois mesclamos raízes eruditas a versos que reforçam a nossa mineirice. Há, também, um diálogo dramático do ‘ser mineiro’ que, ao longo da composição, vai sendo adocicado pela voz da cantora do Madrigale. Apesar da dramaticidade, na quarta estrofe, reside uma certeza: nada supera a força e fé dos mineiros”, ressalta. Ainda segundo Kavera, as composições remetem a um jeitinho especial de ser mineiro e, ainda, como ele próprio vê a vida. “Eu me interesso pela vida. Estou conectado com ela nas pequenas coisas. Sinto-me mais mineiro que brasileiro e esse espetáculo é uma forma de retribuir as coisas boas que recebi dessa cidade e desse Estado”, diz.    Fernando Kavera e Orquestra Sinfônica Musicoop   Circuito Cultural Banco do Brasil (praça da Liberdade, 450, Funcionários, 3431- 9400). Nesta quarta (9), às 20h. Entrada franca, com distribuição gratuita de CDs ao público. Abertura: Weber Lopes

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave