PBH cria grupo independente para investigar outros viadutos da Pedro I

Conforme o secretário de Obras de BH, José Lauro Nogueira, o trabalho já começou; funcionários da obra, alegam que suportes de sustentação são insuficientes para o peso da construção

iG Minas Gerais | Da Redação |

Viaduto da avenida Pedro I desaba e pelo menos uma pessoa morre
Vereador Iran Barbosa
Viaduto da avenida Pedro I desaba e pelo menos uma pessoa morre

A Prefeitura de Belo Horizonte anunciou, nesta sexta-feira (4), a formação de um grupo técnico independente, formado por engenheiros indicados pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) para investigar a queda do viaduto Guararapes, que desabou sobre a avenida Pedro I, atingindo quatro veículos, matando duas pessoas e ferindo mais de 20 nessa quinta (3). Os nomes dos integrantes do grupo não foram revelados, mas segundo o secretário de Obras do município, José Lauro Nogueira, o trabalho já começou.

Além de levantar as causas do acidente, a equipe também vai ampliar a fiscalização em outros dois viadutos que integram o complexo de obras de mobilidade urbana. Outro elevado que está sendo construído na avenida Dom Pedro I já foi interditado pela prefeitura. Funcionários da obra, que não quiseram se identificar, alegam que os suportes de sustentação não são suficientes para o peso da construção.

Apesar das denúncias dos funcionários, a prefeitura descarta qualquer risco de queda no viaduto. Além disso, afirma que "a empresa responsável pela obra continua trabalhando para corrigir um deslocamento lateral ocorrido na estrutura da obra". Até que isso seja feito, o trânsito no local continuará interditado.

CPI

O vereador Iran Barbosa (PMDB) vai pedir a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o acidente. Ele tem nas mãos um laudo que aponta falhas na construção da Estação São Gabriel, já em uso pelo público. O documento de quase 60 páginas aponta irregularidades graves na execução da obra, como colunas de sustentação curtas amparadas por menos parafusos do que o indicado, parafusos e porcas frouxos e folgas expressivas nas flanges, que são peças que vedam a conexão das estruturas. A prefeitura descarta risco de acidente no local.

Leia tudo sobre: queda viadutoavenida Pedro Iobras PACCopa do MundoBRT/MovePBHCPImortosveículosBelo Horizonte