Torcedores de Fluminense e Flamengo brigam no Maracanã

Confusão ocorreu durante o segundo tempo da partida entre Alemanha e França, pelas quartas de final

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Rivais históricos, torcedores dos times cariocas Fluminense e Flamengo brigaram nesta sexta (4) no Maracanã, no segundo tempo da partida entre Alemanha e França.

Comissários da Fifa, que atuam na segurança interna do estádio, intervieram e separaram os dois grupos. Formaram duas linhas, isolando os grupos de torcedores.

Em partidas dos campeonatos estadual ou brasileiro, as duas torcidas ficam em lados opostos para evitar conflitos. Em jogos da Copa, não há a separação.

Nenhum torcedor foi detido ou retirado do estádio, mas famílias que estavam naquela área, com crianças, saíram. Um menino, aparentando ter em torno de 10 anos, puxava os pais aos prantos.

"Vamos embora, nunca mais venho aqui", chorava. A mãe, que não quis se identificar, lamentou.

"São uns bárbaros. Ficaram se provocando desde o início do jogo e agora saíram no tapa. E quem tem que ir embora do estádio sou eu".

Antes, durante o primeiro tempo, um pequeno grupo de torcedores colombianos que estava no anel superior do estádio teve que ser protegido pelos comissários. Brasileiros ameaçavam o grupo, cantando "colombiano, pode esperar, a sua hora vai chegar". O Brasil enfrentaria a Colômbia quatro horas mais tarde, em Fortaleza.

Em maioria no estádio, os torcedores brasileiros deixaram o Maracanã mais preocupados com os argentinos do que com os alemães, vitoriosos na partida e que, em caso de vitória brasileira contra a Colômbia, seriam os próximos adversários da seleção.

Nas rampas de saída do Maracanã e nas ruas do entorno, torcedores cantavam exaltando Pelé e xingavam Maradona.

Leia tudo sobre: MaracanãconfusãoCopa do MundotorcedoresFluminenseFlamengobrigaAlemanhaFrança