Centro Acadêmico da Escola de Minas deverá ser interditado

A recomendação partiu do Ministério Público após laudo constatar risco de desabamento; Cantinho do Pão de Queijo e Choperia também devem ser vistoriados

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

O prédio do Centro Acadêmico da Escola de Minas (Caem), localizado na praça Tiradentes, em Ouro Preto, região Central do Estado, deverá ser interditada. A recomendação partiu do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e foi divulgada nesta sexta-feira (4). O motivo é o risco de desabamento da estrutura e o local só deverá ser reaberto após as obras necessárias.

A recomendação também determina a vistoria nos prédios onde funcionam os estabalecimentos Cantinho do Pão de Queijo e Choperia, próximos ao Caem, para verificar se também há a necessidade de interdição nestes locais. Segundo os promotores de Justiça Domingos Ventura de Miranda Júnior, da 4ª Promotoria de Justiça de Ouro Preto, e Marcos Paulo de Souza Miranda, coordenador da Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico de Minas Gerais, uma série de intervenções realizadas e a vibração causada pelo trânsito geraram danos estruturais ao secular muro de pedra seca construído nos fundos do Caem e às edificações apoiadas no aterro.

A recomendação foi baseada em um laudo do Instituto Geotécnico (Igeo) que constatou que o “cenário atual de deformação do aterro é crítico, necessitando, portanto, de uma intervenção urgente. Caso o muro de pedra seca venha a se romper, estima-se que a energia potencial acumulada do sistema seja suficiente para projetar material até cerca de 30 metros a jusante”.

A reportagem tentou contato com a prefeitura da cidade e o Caem, mas ninguém foi encontrado para comentar o caso.

Uma reunião entre a prefeitura , os estabelecimentos envolvidos e o MPMG está marcada para a próxima quarta-feira (9). 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave